Ter ao menos um termômetro de temperatura em casa é uma precaução importante

04/03/2020 15:26:39

Ter ao menos um termômetro de temperatura em casa é uma precaução importante quando se trata de cuidados com a saúde, principalmente nos lares onde vivem crianças ou idosos. A febre normalmente é um sinal de alerta e pode até ser um sintoma de alguma doença e, por isso, este instrumento é tão importante.

Confira quais são os tipos mais populares e as funções de cada um deles.

1) Vidro

Muitas pessoas devem se lembrar de utilizar aqueles feitos de mercúrio na infância, entretanto, por ser uma substância nociva à saúde, o mercúrio acabou sendo contraindicado pelos conselhos de medicina. Agora, os termômetros de vidro, também conhecidos como termômetros analógicos, não possuem o material em sua composição e oferecem mais segurança aos pacientes.

Antes de utilizá-lo, porém, é preciso verificar se o líquido que demarca a temperatura está próximo do número mais baixo. Em seguida, deve-se colocar a ponta metalizada sob a axila do paciente, que deve manter o braço imóvel e rente ao corpo.

O tempo de espera é de aproximadamente 5 minutos. Transcorrido esse tempo, deve-se retirar o termômetro da axila com cuidado e observar a temperatura que o líquido está indicando.

2) Digital

Termômetros digitais são mais práticos e modernos do que os analógicos e, para utilizá-los, basta ligá-los e checar se o número zero está aparecendo na tela. Depois, o aparelho pode ser colocado abaixo da axila ou ter a parte metálica introduzida com cuidado no ânus do paciente que, nesse caso, deverá estar deitado de bruços.

Os termômetros digitais levam apenas alguns segundos para medir a temperatura e emitem um sinal sonoro ao fazê-lo. O valor da temperatura aparece na tela do aparelho e, após o uso, a ponta metalizada deve ser higienizada com álcool.

3) Infravermelho

Os termômetros com tecnologia de infravermelhos podem fazer a leitura da temperatura a distância, medindo os valores em segundos. Entretanto, para que o resultado seja exato, é preciso que o paciente fique parado. Portanto, nem sempre é a melhor opção para medir a temperatura de crianças pequenas.

Esse tipo de termômetro digital pode ser utilizado no ouvido, na boca, na testa, nas axilas ou no ânus do paciente.

4) Auriculares

Os termômetros auriculares, timpânicos ou simplesmente de ouvido são alternativas bastante práticas e rápidas para medir a temperatura de crianças e adultos. Esses aparelhos também utilizam a tecnologia de infravermelho, medindo a temperatura a partir do interior do canal auditivo.

O maior diferencial desse tipo de termômetro é que ele leva apenas entre 1 e 2 segundos para registrar a temperatura, que é exibida em uma pequena tela, assim como nos termômetros digitais.

Para os pais de bebês e crianças pequenas, são uma ótima alternativa, pois podem até mesmo ser utilizados para medir a temperatura da água do banho, do ambiente, da mamadeira etc.

Para utilizá-los, deve-se apontar o aparelho diretamente para o canal auditivo, puxando levemente a orelha do paciente para trás. A presença de cera de ouvido em excesso é um fator que pode prejudicar a medição.

Temperatura de referência

Ao utilizar qualquer tipo de termômetro de temperatura, é importante lembrar que a temperatura corporal pode variar de acordo com o local em que a temperatura é medida, o que pode influenciar na hora de constatar se o paciente está com febre ou não. Veja, a seguir, a temperatura de referência na qual se pode considerar febre de acordo com cada parte do corpo:

  • Axilas: acima de 37,4 °C.
  • Ouvidos: acima de 37,6 °C.
  • Boca: acima de 37,5 °C.
  • Ânus: acima de 38 °C.

Fonte: santaapolonia

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: