Qual a importância da qualidade da imagem radiográfica?

25/10/2019 13:41:37

Os exames de radiografia são essenciais para se ter um bom diagnóstico, pois possibilitam a visualização de estruturas internas do corpo baseado nas diferenças de densidade entre elas.

No entanto, o médico só poderá fazer um diagnóstico preciso com uma alta qualidade da imagem radiográfica, ou seja, é preciso que ela apresente com nitidez a estrutura anatômica a ser analisada.

Mas quais os fatores que determinam essa qualidade? Por que as clínicas e centros de diagnósticos por imagem devem ter atenção especial a esse aspecto? Confira nosso post e veja as respostas para essas perguntas!

Quais os fatores de qualidade da imagem radiográfica?

Veja abaixo os fatores que interferem na qualidade da imagem radiográfica!

Densidade

Densidade radiográfica ou densidade óptica refere-se ao grau de enegrecimento da imagem. Quanto mais elevado esse grau, mais escura será a imagem e, assim, menor será a quantidade de luz que passará pela radiografia quando o médico colocar o exame na frente do negatoscópio ou de um foco de luz.

Quanto menor a densidade, menor é a qualidade da imagem. O controle desse fator é feito de acordo com a quantidade de raios-x emitida. Aspectos como a espessura da estrutura anatômica a ser examinada, bem como a distância entre o foco e o receptor também interferem na densidade.

Contraste

O contraste radiográfico é a diferença de densidade em regiões adjacentes de uma radiografia. Sua função é deixar mais claro os detalhes anatômicos. Uma imagem com pouco contraste dificulta a visualização das estruturas.

Detalhe

O detalhe é o fator referente à nitidez de estruturas no exame. Quanto mais nítido, mais clareza para examinar as linhas finas e bordas dos tecidos. Quando uma imagem radiográfica não apresenta detalhes, fica com um aspecto borrado e pode esconder lesões ou outros problemas.

A distância entre o paciente e o receptor ou qualquer movimento do paciente podem afetar a nitidez.

Distorção

A distorção ocorre quando a imagem mostra uma representação incorreta de tamanho ou formato do tecido que será analisado.

Ruído

O ruído é uma variação da densidade de fundo da imagem, deixando-a com um aspecto mais granulado, o que pode dificultar o diagnóstico.

Por que se importar com esse aspecto?

As clínicas e centros de imagem devem garantir imagens radiográficas de boa qualidade para que consigam dar diagnósticos precisos. Qualquer alteração que dificulte a visualização vai atrapalhar o trabalho do médico e pode trazer transtornos aos pacientes.

Dessa maneira, os gestores devem estar atentos aos equipamentos de radiologia, estabelecendo um programa de controle de qualidade, ou seja, a realização de testes específicos para assegurar o desempenho e a segurança desses aparelhos.

Uma empresa especializada em proteção radiológica e física médica pode dar essa assessoria, garantindo, assim, a qualidade das imagens radiográficas e o funcionamento dos equipamentos segundo as normas e a legislação vigentes.

Quais os prejuízos de não ter esse cuidado?

É fundamental estar atento à qualidade da imagem radiográfica para evitar:

  • exames difíceis de interpretar — o diagnóstico pode ser dificultado com a má qualidade das imagens, o que pode comprometer a reputação da clínica;
  • mais custos para a instituição — radiografias que não permitem a visualização correta das estruturas precisam ser refeitas, gerando mais custos para a instituição, como gastos com profissionais, materiais e energia;
  • transtorno para médicos e pacientes — imagens de má qualidade dificultam o laudo dos médicos e trazem transtornos aos pacientes, que precisam refazer a radiografia e, assim, perdem tempo e são submetidos novamente à radiação.

Os equipamentos de diagnóstico por imagem são um grande avanço na Medicina, no entanto, eles só cumprem seu papel com uma boa qualidade da imagem radiográfica. Nesse sentido, é essencial que as clínicas de saúde monitorem o desempenho desses equipamentos por meio de empresas especializadas. 

Fonte: radcare

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: