Otoscópio: conheça melhor suas funcionalidades e escolha o melhor

22/01/2020 11:22:21

O otoscópio foi desenvolvido para que profissionais da saúde possam avaliar o ouvido de seus pacientes, tanto a parte externa, quanto a interna. Com ele, se tornou mais fácil a detecção de anormalidades no tímpano e no canal auditivo.

Diferente dos estetoscópios, a análise com uso de otoscópio é mais específica e, por isso, deve ser feita por um profissional. Por isso, para obter a avaliação precisa é necessário observar o espéculo adequado para cada paciente. Esse espéculo deve ser utilizado em apenas um procedimento. E então, após o uso, descarte-o, ou se for reutilizável, faça a esterilização adequada.

Os otoscópios possuem uma anatomia que permite a introdução no canal auditivo a ser avaliado. O formato cilíndrico é confortável para o manuseio do aparelho, possui internamente iluminação e uma lente de aumento, possibilitando visão mais clara e avaliação mais precisa. Os exames realizados com otoscópios podem ser realizados em adultos e crianças, basta realizar a alteração do espéculo.

Utilizando o otoscópio

Ao realizar o exame, o profissional deve avaliar primeiro o ouvido “saudável” e em seguida o ouvido do qual o paciente está se queixando, com isso, a infecção do segundo ouvido é evitada.

No momento do exame, o profissional deverá avaliar toda a parte externa da orelha. Em seguida, inserir o otoscópio no canal timpânico. Através deste procedimento, é possível identificar irritações, inflamações e feridas. Essas anormalidades podem levar a perda auditiva ou surdez. A otite é o mais comum dentre os problemas que ocorrem nessa região do corpo.

Infecções nos ouvidos

Algumas infecções virais ou bacterianas na região do ouvido podem trazer perturbações ao equilíbrio. A labirintopatia é uma infecção no ouvido que afeta o labirinto e as estruturas responsáveis pela audição.

A infecção mais conhecida é a labirintite, é mais comum em pessoas acima de 40 ou 50 anos de idade e seus sintomas são:

  • tontura;
  • desequilíbrio;
  • surdez;
  • e zumbido.

A labirintite ocorre devido ao mal funcionamento da cóclea ou do vestíbulo (partes do labirinto), assim são enviadas informações erradas ao cérebro, ocasionando a sensação de flutuação, queda ou rotação.

O espéculo ideal:

  •  2,5 milímetros – usado para crianças até 3 anos de idade
  •  3,0 milímetros – para crianças de 3 até cerca de 12 anos de idade.
  •  4,0 milímetros – tamanho usado para as crianças mais de 12 anos e adultos.

Otoscópios LED

A última geração de Otoscópios é fabricada com lâmpadas LED. Estas lâmpadas emitem luz branca que proporciona visão mais clara, consomem menos energia e são mais duráveis que as halógenas. Os novos estetoscópios são mais leves, tem design arrojado e fabricado em diversas cores.

Observação: Ao adquirir o seu otoscópio, observe os espéculos que acompanham o produto. Siga as instruções para uso adequado do instrumento, e caso necessário adquira separadamente seus espéculos.

Fonte: maconequi

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: