Estetoscópio: para que serve, como escolher o melhor

13/12/2019 15:05:57

Todos os profissionais da saúde aprendem o que é estetoscópio ainda nas primeiras aulas de sua faculdade ou de seu curso técnico. Depois disso, quando começam a prática clínica, dificilmente deixam de usar esse aparelho hospitalar. Isso porque ele é instrumento de diagnóstico fundamental, uma vez que permite avaliar os sons internos do corpo humano em busca de anormalidades.

 

O que é estetoscópio?

 

O estetoscópio é um instrumento que permite auscultar (termo técnico equivalente a escutar) sons vasculares, cardíacos, respiratórios ou do trato digestório. Ele é basicamente composto por quatro componentes e alguns acessórios, que podem ser trocados e comprados separadamente em lojas de material médico e hospitalar:

  • Olivas auriculares: peças adaptáveis aos ouvidos do examinador;

  • Hastes: peça flexível de borracha que faz a ligação entre a haste de metal e a peça auscultatória;

  • Tubo de condução: peça em formato de “Y” que transmite o som do corpo do paciente até os ouvidos do examinador;

  • Peça auscultatória: parte do estetoscópio que entra em contato com o paciente e é composta pela campânula (para percepção de sons graves) e pelo diafragma (para captação de sons agudos).

Para que servem os estetoscópios?

Como já vimos, o estetoscópio serve para que o profissional da saúde obtenha informações sobre o funcionamento do corpo do paciente. Veja alguns exemplos:

  • avaliação das bulhas cardíacas, que são as etapas do batimento do coração;
  • ausculta dos pulmões para verificação dos sons da respiração;
  • avaliação dos sons abdominais em busca de obstruções, lesões ou problemas no funcionamento dos intestinos;
  • análise dos sons das carótidas, artérias que levam sangue oxigenado do coração até o cérebro, para verificação do fluxo sanguíneo;
  • aferição da pressão arterial, com auxílio de um esfigmomanômetro.

Fonte: blog.maconequi

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: