Equipando a sala de triagem

02/08/2021 16:22:27

As salas de triagem são esses ambientes que acolhem, acalmam, tratam com rapidez e agilidade o paciente antes do encaminhamento para o consultório. Esse processo leva faixas coloridas para identificar a classificação de risco, apontando o tempo e quadro dos atendidos. Vamos deixar aqui qual o significado de cada coloração e depois quais os equipamentos que precisam fazer parte dessa sala para agilizar o processo de modo efetivo e confortável. 

Cada cor determina o grau de risco e estima o tempo de espera do paciente, sendo na seguinte ordem: 

Vermelho: para atendimento imediato devido ao alto risco, emergência;

Laranja: prioritária, deve ser atendido ainda no mesmo turno, sem demora, muito urgente;

Amarelo: Situação urgente, precisa de cuidados, porém aguarda em média 45 minutos;

Verde: Quadro estável, sem urgência expressiva, aguardando até duas horas;

Azul: Boas condições de saúde, algumas vezes são até encaminhados para outro hospital.

É evidente que quanto mais efetivas forem as triagens, mais otimizado ficará o tempo de espera do paciente e com mais assertividade o quadro chegara ao médico, dessa forma pontuamos aqui alguns equipamentos que vão potencializar novas possibilidades no seu fluxo de triagem:

Maca e Poltrona: Oferecer conforto durante a triagem dá mais segurança ao paciente, bem como permite que se posicione de um modo que evite possíveis agravamentos de lesões ou demais complicações indesejadas;

Aparelho de pressão: Para identificar as condições arteriais e quais medidas tomar, um medidor preciso otimizará o procedimento;

 Termômetro: Termômetros clínicos como esse identificam a temperatura corporal e daí as conclusões sobre o quadro e revelam os sintomas relacionados à febre, com uma boa identificação pode se prevenir de maneira mais segura o desencadeamento da mesma;

Suporte de braço: Na triagem, é necessário que não existam grandes esforços ou movimentações agitadas por parte do paciente, sendo assim, além de um apoio para o braço se manter estático em uma plataforma, é um suporte para quem não possui uma plena flexibilidade motora do braço;

Oxímetro de bancada:  Para equipar esse processo com alta tecnologia e qualidade, o oxímetro trás a medição a quantidade de oxigênio no sangue e a frequência cardíaca de modo específico, o aparelho descrito aqui permite a monitoração constante em diversos tipos de pacientes, desde o neonatal até o adulto, mesmo sendo aqueles com baixa perfusão periférica; 

Estetoscópio: Equipamento que é praticamente um símbolo da área, extremamente efetivo, usado para realizar ausculta cardíaca e pulmonar, podendo gerar uma ótima noção do quadro através da leitura da frequência dos mesmos.

Você pode ficar a vontade para conhecer nosso site, falar com a gente e se inteirar conosco através dos nossos blogs. Esperamos ter agregado de alguma forma nessa jornada em busca de promover vida e saúde para todos.

 

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: