Conheça 5 tipos de exames de ultrassom

17/02/2020 14:52:54

O exame de ultrassom, também chamado de ecografia, é um método de diagnóstico por imagem. Auxilia na detecção de doenças e/ou variações anatômicas com base na forma, tamanho e textura das estruturas (órgãos) que são avaliados.

Os exames de ultrassom são feitos por meio de ondas sonoras de alta frequência (inaudíveis), que são emitidas pelo aparelho e fazem os tecidos do nosso corpo vibrarem. A vibração dos tecidos produzem um eco, que é lido instantaneamente pelo aparelho e convertido em imagem. Quanto mais alta a frequência das ondas, mais nítidas serão as imagens geradas pelo aparelho de ultrassom.

A ultrassonografia é uma técnica que não emite radiação, diferente da maioria dos exames que realizam diagnóstico por imagem. Os exames de ultrassom não possuem contraindicações. Mas, caso você possua alguma condição de saúde, avise ao seu médico antes da realização do exame.

Mas, para quê serve os exames de ultrassom? Os exames de ultrassom além dos benefícios citados acima, também são empregados para traçar uma primeira avaliação do estado de órgãos internos, como o fígado e os rins.

Outras possibilidades de análises realizadas com o ultrassom, são:

  • análise do estrago das lesões ortopédicas em tecidos moles, como ligamentos e cartilagem;
  • processos inflamatórios/infecciosos, como apendicite;
  • doenças de depósito, como aumento de gordura no fígado;
  • formações de cálculos na vesícula biliar ou nos rins;
  • estreitamento de vasos, o que ajuda na determinação do comprometimento do fluxo de sangue para órgãos vitais, por exemplo;
  • roturas teciduais nos casos de lesões musculares ou estiramentos.

Quais os tipos de ultrassom?

Os principais tipos de ultrassonografia são:

  • Ultrassonografia convencional: As imagens são formadas em modo B, ou seja, modo bidimensional;
  • Ultrassom Doppler: Doppler é o dispositivo utilizado nos transdutores para detectar o deslocamento de fluídos, em geral o sangue, determinando qual o sentido do fluxo do mesmo e suas velocidades;
  • Ultrassom Elastografia: os pulsos de som fazem os tecidos vibrarem e a leitura desta vibração determina os variados graus de dureza tecidual.

A Elastografia é um tipo de ultrassom indicado, por exemplo, para determinação do grau de fibrose de um tecido, pesquisa de cirrose hepática, sem necessitar que o paciente realize procedimentos invasivos, como a biópsia;

  • Ecocardiograma Transesofágico: Um transdutor é inserido no esôfago para que imagens do coração sejam geradas, e na maioria dos casos é feito com sedação;
  • Ultrassonografia Transvaginal: Um transdutor especial é inserido na vagina para analisar o útero e nos ovários.

Como é feito o exame de ultrassom?

O exame de ultrassom é feito por um técnico em radiologia ou pelo próprio médico, e em seguida é analisado por um especialista. O aparelho de ultrassom é posicionado no corpo humano de acordo com a região que deve ser analisada. Durante o exame é manuseado uma sonda transdutor sob a pele ou cavidades com o auxílio de um condutor que é um gel à base de água, e as imagens são formadas simultaneamente na tela do aparelho.

Curiosidade: O uso do gel é importante para uma boa realização do exame, pois evita bolsas de ar, que podem bloquear as ondas sonoras, responsáveis pela criação das imagens.

Após as imagens dinâmica serem captadas, a pessoa responsável pelo exame seleciona as que melhor representam a área do corpo que está sendo analisada. O exame tem a duração de 30 minutos a uma hora, em média. Lembrando que cada tipo de ultrassom necessita de um preparo específico. Por isso sempre siga as recomendações médicas.

Fonte: hermespardini

O uso do aquecedor de gel facilita exames e diagnósticos

O aquecedor de gel para ultrassom é tão importante para os exames quanto o próprio gel condutor. Aquecendo o gel a uma temperatura próxima da corporal, ele elimina a sensação de frio que causa desconforto em contato com a pele. Isso ajuda o paciente a relaxar, facilitando o exame e o diagnóstico. 

Conforto térmico não é a única vantagem. Seu uso também pode melhorar o desempenho do gel condutor, ampliando a qualidade da imagem ou do sinal de ultrassom. A eficiência do aquecedor de gel para ultrassom se aplica a vários produtos: você pode usá-lo para o aquecimento de cremes, água, óleos e outras substâncias. Com tantas aplicações, esse tipo de equipamento é indicado para uso em hospitais e consultórios médicos, além de clínicas estéticas e de fisioterapia.

 

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: