Como monitorar Diabetes de modo mais efetivo?

09/08/2021 15:10:57

Diabetes atingem cerca de 463 milhões de adultos no mundo todo. Essa disfunção é ocasionada principalmente pela falta ou má absorção da insulina pelo sangue, o hormônio que regula a glicose e desperta energia para o corpo.

Ela se destrincha em alguns tipos, sendo os principais: 

Diabetes Tipo 1: se torna aparente com sintomas de fome e sede recorrentes, perda de peso, fraqueza, cansaço, mudanças de humor, náusea, vômito e vontade de urinar várias vezes no dia;

Diabetes Tipo 2: Além dos sintomas de fome e sede, incluem-se também formigamento nas mãos e nos pés, vontade de urinar frequente, infecções frequentes na pele, rins e bexiga. Machucados passam a demorar para cicatrizar e, nesse tipo, até a visão fica embaçada;

Diabetes Gestacional: Como o nome propõe, ocorre durante o período de gestação podendo ser diagnosticada após a 22ª semana. Os sintomas são aparentes como os da diabetes de tipo 2 e em muitos casos cessam depois do nascimento do bebê, nos outros casos faz se o uso da insulina para regular a glicemia;

 LADA (Latente Autoimune do Adulto): Um meio autoimune da diabetes que ocorre em adultos, geralmente quem possui os sintomas do Tipo 2 tendem-se a se desenvolver quando ocorre um dano significativo no pâncreas, precisando fazer o uso de insulina já em um primeiro estágio;

MODY (Início de maturidade dos jovens): Devido ao aumento de crianças com obesidade, esse tipo de diabetes que se desenvolve na infância, a manifestação dele por sua vez é mais leve do que o Tipo 1 e assemelha-se em muitos pontos com o Tipo 2;

Pré-diabetes: Esse nome é dado ao sinal que o corpo de pessoas hipertensas, obesas ou com alterações nos lipídios geram quando as taxas de glicose do seu organismo estão alteradas e quase se enquadrando entre o Tipo 1 ou 2, ainda em uma etapa onde o indivíduo pode, através de cuidados prévios, reverter e impedir a diabetes de se agravar.

Qualquer alteração no funcionamento do organismo tem suas consequências, isso vale também para a alteração glicêmica do sangue. Todos os tipos de diabetes precisam ser controlados e medidos com precisão para uma boa gestão do organismo. Para isso foi desenvolvido o medidor de glicose, um aparelho que expõe em tempo real a condição do seu sangue, geralmente é recomendado fazer o seu uso duas horas antes e depois das refeições para administrar os índices glicêmicos ou quando houver algum mal estar relacionado às taxas de açúcar no sangue.

O medidor de glicose Accu Chek Active trás uma medição clara dessas taxas com uma codificação automática que entrega resultados em até 5 segundos e pode armazenar até 500 testes na memória.

Sabemos que o uso correto desse medidor é feito usando uma gota de sangue e posicionando-a na tira para que o medidor a identifique. O Kit Accu-Chek vem com tiras e seu aparelho pode armazenar até 500 testes na memória e mesmo com seu visor ampliado, é prático e pode ser levado para vários lugares, para que não exista incômodos no dedo no momento da extração, o Kit inclui um lancetador, o Accu-Chek Softclix que trás mais conforto e maior higienização no processo por conta da otimização dos processos de descarte do aparelho. 




Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: