Aprenda a calcular seu peso adequado com o IMC

28/08/2019 16:11:16

A fórmula matemática serve para qualquer pessoa, mas os valores considerados como referência para a classificação do estado nutricional variam para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes. Para calcular o IMC, divida o seu peso (em quilos) pela sua altura (em metros) elevada ao quadrado, ou seja, altura x altura. 

De acordo com a faixa etária, outras medidas corporais também são recomendadas para um diagnóstico mais adequado, como perímetro da cintura, da panturrilha, entre outros.

Calcule seu IMC

O IMC é calculado dividindo o peso pela altura elevada ao quadrado. Ou seja, de forma mais simples, você multiplica sua altura por ela mesma e depois divide seu peso pelo resultado da última conta.

Por exemplo, uma pessoa com 1,70 m e 70 kg fará o seguinte cálculo:

  • Altura multiplicada por ela mesma: 1,70 x 1,70 = 2,89
  • Peso dividido pelo quadrado da altura: 70 / 2,89 = 24,22

Tabela e resultados - IMC

O IMC pode trazer os seguintes resultados:

IMC

Resultado

Menos do que 18,5

Abaixo do peso

Entre 18,5 e 24,9

Peso normal

Entre 25 e 29,9

Sobrepeso

Entre 30 e 34,9

Obesidade grau 1

Entre 35 e 39,9

Obesidade grau 2

Mais do que 40

Obesidade grau 3

A classificação do estado nutricional por meio das medidas corporais é um dos subsídios para o diagnóstico do estado de saúde do indivíduo e, quando necessário, deve ser complementado com análise e outros aspectos (clínicos, sociais e ambientais) pelos profissionais de saúde.

Em adultos, o padrão internacional para diagnóstico da obesidade é o IMC, mas em crianças e adolescentes, a classificação de sobrepeso e obesidade segundo o IMC é mais arbitrária, não se relacionando com morbidade e mortalidade da forma como se define obesidade em adultos. Já os idosos possuem pontos de cortes de IMC diferenciados devido à alteração da sua composição corporal.

Atividade física

Em todos os casos, a atividade física é extremamente recomendada, ajudando a ter mais bem-estar, mais energia e talvez viver mais tempo e com mais qualidade. Em especial para pessoas com sobrepeso e ou obesidade, o exercício se faz ainda mais necessário, pois fortalece as articulações e músculos, favorecendo a prática de outras atividades, como as aeróbias, acelerando o metabolismo e provocando a diminuição da gordura corporal.

Fonte: Minha Vida 

 

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: